Saúde mental no ambiente de trabalho: o que pode ser feito?

Postado em 21 de janeiro de 2020 por Qualicipa Eventos

Você sabia que os transtornos de saúde mental e emocional são a segunda causa de afastamento do trabalho no Brasil? Em contrapartida, atualmente, menos de 20% das empresas possuem algum tipo de programa de prevenção e/ou cuidados relacionados a essa questão.

Para que a sua não entre nessa estatística, elaboramos este post que vai lhe ajudar a entender um pouco mais sobre a importância de abordar esse assunto na sua empresa e como fazer isso da melhor forma possível.

O que é saúde mental

Saúde mental é um estado de bem-estar no qual o indivíduo é capaz de usar suas próprias habilidades, recuperar-se do estresse rotineiro, ser produtivo e contribuir com a sua comunidade”. Essa é a definição do termo pela OMS (Organização Mundial da Saúde).

O comprometimento da saúde mental está entre as principais causas de ausência e afastamento do trabalho, comprometendo 1 a cada 5 profissionais. 

Os motivos que levam a esse quadro são diversos. Ainda segundo a OMS, a competição entre funcionários é uma delas, estando totalmente associado ao estresse do ambiente corporativo. 

Além de afetar a qualidade de vida dos trabalhadores dentro e fora do ambiente de trabalho, quando a saúde mental está desestabilizada, há um impacto direto nos relacionamentos interpessoais e na produtividade.

Entre os transtornos mentais mais comuns que podem, inclusive, afastar o colaborador por um longo período, estão:

  • depressão;
  • ansiedade;
  • estresse ocupacional;
  • Síndrome de Burnout.

A importância de cuidar da saúde mental dos colaboradores

Ao cuidar da saúde mental dos funcionários, não apenas eles ganham em qualidade de vida, mas a sua empresa também. 

Entre os resultados que podem ser sentidos estão a redução do absenteísmo, do presenteísmo e até a necessidade de demissões pautadas na falta de comprometimento ou no desempenho profissional.

Portanto, qualquer empresa que almeja crescer e se fixar no mercado no qual atua, precisa cuidar, em primeiro lugar, da saúde de seus colaboradores, incluindo a mental. Ou seja, é preciso entender que a pessoal é o ativo mais importante de uma organização. Sem ele, não há negócio que faça sucesso.

O que sua empresa pode fazer

A cada dez brasileiros ativos no mercado de trabalho, nove já sentiram algum sintoma de ansiedade e quase metade possui depressão — é o que revela a pesquisa da Isma-BR, representante local da International Stress Management Association, organização sem fins lucrativos dedicada à saúde mental.

Esses números afirmam ainda mais a necessidade de a sua empresa contar com programas e campanhas que ajudem os colaboradores na identificação e no tratamento desses transtornos. 

Da mesma forma, não se pode deixar de incluir ações de conscientização, com o objetivo de acabar com o preconceito contra pessoas que sofrem de algum desses males. Nesse sentido, uma mudança cultural que proporcione o apoio necessário ao portador de qualquer doença mental é o primeiro passo para um posterior tratamento de sucesso. 

Com isso em mente, saiba que há diversas ações que devem ser colocadas em prática para promover a saúde mental no local de trabalho:

  • organize campanhas que esclareçam sobre o assunto e que ajudem com que os próprios funcionários reconheçam sinais algum problema dessa ordem neles ou em outros colegas;
  • reduza os fatores de risco no ambiente de trabalho que podem desencadear os problemas ou proporcionar crises, criando um ambiente saudável tanto físico quanto emocionalmente;
  • desenvolva aspectos positivos no trabalho que sejam coerentes com as habilidades dos colaboradores;
  • compreenda os funcionários individualmente, identificando e respeitando, dentro das regras da empresa, suas limitações e necessidades;
  • crie políticas de saúde mental no ambiente de trabalho que também possam ser aplicadas fora dele, evidenciando ferramentas de apoio internas e externas.

Ações como essas contribuirão muito para uma evolução positiva da saúde mental da sua equipe. Desse modo, seus funcionários estarão em plenas condições de realizarem suas tarefas da melhor maneira possível, refletindo diretamente no seu desenvolvimento pessoal e profissional, bem como na qualidade das atividades e na produtividade.